Descubra as 5 Profissões em alta Durante a Pandemia

A crise causada pela pandemia, além de ceifar vidas ao redor do mundo, abalou economias e mercados de trabalho, diminuindo algumas oportunidades, mas aumentando a demanda em outras. 

 

Um setor que naturalmente lembramos nesse cenário é o da saúde, em que a busca por médicos e enfermeiros cresceu e cresce exponencialmente, mas muito se engana quem pensa que só esse setor teve alta na contratação de profissionais. 

 

Para ajudar quem busca oportunidades diferentes em meio a crise, preparamos esse post com as 5 profissões em alta durante a pandemia. Descubra quais setores e cargos tiveram uma alta na demanda nesse período. 

 

Profissões Em Alta Durante A Pandemia

 

  • Operadores de telemarketing e atendimento ao cliente

Com o distanciamento social, uma limitação surgiu, diminuindo e até extinguindo o atendimento presencial em diversos setores. Por isso, serviços de atendimento ao cliente remoto – como o telemarketing – estão ganhando força no mercado de trabalho.

 

Eles são essenciais para esclarecer determinadas informações e serviços, respeitando as regras sanitárias de distanciamento.

 

A média salarial, com base no buscador Glassdoor, é de R$ 1,1 mil. Pode ser uma oportunidade de primeiro emprego, pois é uma posição que requer pouca especialização, na maioria das vezes, apenas o ensino médio e dependendo do estado, tem muitas vagas. 

 

  • Analista de suporte e Service Desk

A tecnologia, internet e o mundo globalizado, criaram negócios, que hoje refletem a maior parte da economia e sustento mundial, que dependem exclusivamente da internet para seu funcionamento. Bons exemplos são lojas virtuais, empresas de marketing digital, aplicativos e muitas vezes, sem a devida conexão de internet ou bom funcionamento do sistema, a operação para. 

 

Após a adoção em massa do home office, mais empresas começaram a utilizar redes privadas para operar, pensando em diversos fatores como organização, controle e a busca de maior segurança virtual para seus negócios. Como sabemos, todo tipo de infraestrutura, principalmente digitais, precisam de constante observância e manutenção, nesse contexto entram os profissionais deste tópico.

 

Os analistas de suporte e service desk, após a pandemia, se tornaram ainda mais necessários, pois são eles que administram solicitações, solucionam problemas e aplicam mudanças em sistemas, impedindo que uma empresa tenha sua operação prejudicada por falha em sistemas de tecnologia.

 

A média salarial desses profissionais no Brasil, está em torno de R$ 2,3 mil e o mais comum são vagas que tem como requisito graduação em informática, análise de sistemas ou ciência da computação, mas também existem oportunidades para os autodidatas, que mesmo sem uma graduação, aprenderam sozinhos e conseguem resolver as tarefas nas fases das entrevistas. 

 

  • Auxiliar de logística

Segundo um estudo administrado pela empresa de segurança online ClearSale, já nos 15 primeiros dias de isolamento, o mercado de lojas virtuais, também conhecidos por e-commerces, tiveram um aumento de 40% nas vendas. 

 

Isso se explica com a falta do varejo físico, em shoppings e grandes centros comerciais pelas determinações do governo, sobre abertura ou não de determinados setores.

 

Até esse ponto, tudo segue relativamente bem, mas a problematização chegou! Já pensou como deve ser complicado, do dia para a noite, uma loja que sempre vendeu de forma física, começar uma operação online, com estoque, separação de produtos e envio, em bons prazos de entrega, de forma que tenha preço justo para o cliente, sem diminuir o lucro da empresa. Bom, é exatamente esse papel que um auxiliar de logística tem em um e-commerce. 

 

Além de possuir uma graduação na área, é essencial que esses profissionais possuam habilidade com números, consigam lidar bem com problemas, tenham paciência, metodologia e lidem com pessoas com agilidade.

 

A média salarial gira em torno de R$ 1,5 mil e além de uma graduação na área, habilidade com números, facilidade no gerenciamento de problemas, paciência e bom relacionamento interpessoal, são algumas das características citadas em vagas para esse cargo.

 

Ter um bom domínio na ferramenta Excel pode ser um requisito na contratação. Se deseja aprender Excel gratuitamente, se cadastre na Edu e conheça nosso curso online.

 

  • Analista de Cibersegurança

Segurança foi uma das palavras mais utilizadas no mundo corporativo em 2020/2021, quando o assunto é tecnologia. Principalmente por influência do trabalho remoto e menos controle de espaço, equipamentos e etc…, mas também pela “chegada” da Lei Geral de Proteção de Dados, a demanda por profissionais responsáveis pela segurança das redes corporativas está em uma crescente considerável. 

 

Os analistas de cibersegurança tem como objetivo evitar crises de fraudes, vazamentos de informações e ataques virtuais. 

 

Os salários são mais altos, com média de R$ 4.5 mil, mas a responsabilidade e o nível de formação crescem na mesma proporção. Uma graduação é um diferencial, mas no mundo da tecnologia, a flexibilidade de formações permite que o candidato seja autodidata e tenha apenas o conhecimento técnico, sem o diploma, mas isso não significa menos estudo, pois essa é uma área de frequente atualização e aprimoramento. 

 

  • Motoboy

Já sabemos que as entregas cresceram em tempos de pandemia, mas agora é interessante comentar que não só o e-commerce interestadual ganhou força, mas os comércios locais também sentiram necessidade de adaptação. Com isso, entramos em casos que não são solucionados pelos serviços postais, seja pela natureza da entrega, como deliverys de comida, ou pelos prazos oferecidos em serviços tradicionais. Em algumas localidades, o serviço dos Correios adicionou 15 dias no prazo de entrega devido às medidas de segurança.

 

E aqui entram nossos super heróis de capacete, salvando nossa fome da madrugada, trazendo o medicamento da farmácia, levando uma encomenda para uma localidade próxima com serviços como o Loggi, enfim, facilitando a vida de todo mundo e a logística do país inteiro. 

 

É importante reforçar a necessidade da atenção e do cuidado que esse profissional deve ter nesse período, não só o risco de acidentes está presente, mas também o de contaminação. Por ter contato frequente e direto com pessoas e mercadorias diversas, motoboys devem usar máscaras e higienizar as mãos em cada contato, para diminuir o risco de sua exposição. 

 

Sobre as oportunidades, em muitas empresas, o próprio funcionário deve possuir o veículo e a habilitação é primordial. Algumas empresas fornecem os equipamentos para entregas, mas não é uma regra. 

 

A média salarial dos motoboys gira em torno de R$ 1,5 mil, mas os muitos que trabalham por demanda em chamados de aplicativos e restaurantes, têm renda variável, dependendo de quantos chamados tem no mês.

 

Oportunidade Para Jovens E Recrutadores

 

Para ajudar o mercado de trabalho e a disposição de novas vagas, disponibilizamos 3 vagas gratuitas para qualquer empresa que queira contratar jovens pela Edujob! Nosso sistema te ajuda na escolha do jovem que mais combina com sua vaga, com base, por exemplo, em cruzamento de dados da análise do perfil comportamental, preferência de aprendizagem, localidade, escolaridade e nível de conhecimento em ferramentas, entregando maior assertividade e diminuindo turnover.

 

Para contratar Aprendizes ou Estagiários, clique aqui.

Também criamos uma plataforma gratuita de cursos como Microsoft Excel, Powerpoint, Design Thinking, Ética, Primeira Entrevista de Trabalho e vários outros temas, para ajudar o jovem a se preparar para o mercado de trabalho, melhorando suas habilidades e chances de contratação. Se deseja conhecer mais sobre o Edufica, clique aqui.

Read More