8 Diferenças entre Jovem Aprendiz e Estagiário

Qual a diferença entre Estágio e Jovem Aprendiz?

 

Saber quais são as diferenças entre estágio e jovem aprendiz, deve ser sua primeira tarefa, se trabalhar é um dos seus planos esse ano. É natural ter muitas dúvidas sobre os dois e esclarecer esses questionamentos, é o caminho para que você inicie um trabalho que tenha o estilo de aprendizado, carga horária e tarefas que mais se adaptam a você e ao momento que está vivendo.

Ao decorrer dos tópicos, vamos entender que o foco de cada modelo de trabalho é diferente, apesar dos dois terem o mesmo foco: APRENDIZAGEM. 

No estágio, é voltado para uma área específica de estudo do jovem, como por exemplo, um estágio em um escritório de Direito para um estudante de Direito. Nos casos de jovem aprendiz, é o preparatório para uma rotina de trabalho, com funções (em sua maioria) administrativas, dividindo o tempo de trabalho com o tempo de estudo técnico-profissional, lecionado pela empresa integradora.

Pode ser que você descubra que ainda não está na hora de fazer um estágio, que o seu perfil, nesse momento combine mais com jovem aprendiz e vice-versa, mas nada impede que após um período, o estágio seja o trabalho certo para você, isso depende de muitas variáveis e vamos debater cada uma delas nesse texto, além de disponibilizar um teste para que você descubra se seu perfil é de estagiário ou se é de jovem aprendiz.

 

Qual a carga horária?


Quantas horas por dia você trabalha, influencia em seu desenvolvimento no trabalho e na escola. Por esse motivo, as cargas horárias de estágio e jovem aprendiz são diferentes, priorizando a conciliação saudável do jovem com o trabalho e os estudos.

No estágio, não pode ultrapassar 6h diárias, mas existe uma exceção quando são vagas de ensino especial, em que não pode ultrapassar o período de 4h diárias.

Para o aprendiz, se estiver cursando ensino fundamental, a carga horária estipulada pela legislação é de 6h diárias, se o jovem já tiver concluído o ensino, a lei permite estender para 8h diárias. Lembrando que no caso de aprendizagem, as horas são divididas entre trabalho e curso preparatório.

 

Qual o vínculo empregatício? 

 

Outra diferença marcante é a forma de contratação de cada, pois o vínculo empregatício que o jovem terá com a empresa, será o norteador dos direitos trabalhistas e benefícios oferecidos.

Nos casos de Jovem aprendiz, ele é contratado pela empresa, com registro na carteira, obedecendo a CLT como um trabalho formal “normal”, apesar de ter regras diferentes em relação ao horário, idade e etc… Mas no geral, o aprendiz é um jovem contratado, com os direitos trabalhistas estabelecidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), como a maioria dos trabalhadores no Brasil.

Os estagiários formalizam sua admissão com o contrato de trabalho, celebrado dentro dos requisitos formais da lei do estágio, mas sem vínculo empregatício, sem registro na carteira de trabalho, como ocorre na forma de contratação CLT. Isso acontece pois existem duas formas diferentes de estágio, podendo ser obrigatório para a conclusão do curso que o jovem está matriculado ou não.

Se você quiser saber mais sobre a diferença de estágio obrigatório e não obrigatório, clique neste link. 

 

Preciso ter quantos anos para trabalhar?


Uma característica interessante dos dois, é que são as únicas formas que um menor de idade pode ingressar no mercado de trabalho, sem ser ilegal.

Pela pouca idade, normalmente é primeira experiência de trabalho, mas isso não limita quantas vezes alguém pode trabalhar como aprendiz ou estagiário, desde que ainda cumpra os requisítos para isso, pode trabalhar nessas modalidades quantas vezes desejar.

São admitidos no programa Jovem Aprendiz, pessoas entre 14 e 24 anos. Neste caso, existe a exceção de vagas para pessoas com deficiência, em que essa idade se estende sem um limite.

Para o estágio, o único requisito é que sejam pessoas a partir de 16 anos, mas não tem uma idade máxima. Por exemplo, se um senhor de 57 anos inicia uma faculdade de engenharia, ele pode ser contratado para um estágio, pois essa será a oportunidade de aprender na prática, a faculdade que está cursando.

 

Quais são os requisítos para iniciar em um Estágio e Jovem Aprendiz?

 

Além das regras de idade, por serem formas de trabalho focadas na aprendizagem, um dos requisitos que ambos observam é se o jovem está matriculado em alguma instituição de ensino e qual o nível de escolaridade.

Para a contratação de um estagiário, é imprescindível que a pessoa esteja devidamente matriculada em uma instituição de ensino. O mais comum, são as vagas de estágio para ensino superior, mas não são as únicas que existem, pois a legislação permite a criação de vagas para o ensino médio, técnico e especial.


Já nos casos de Jovem Aprendiz, a regra é que o jovem esteja matriculado em um programa de aprendizagem, que a própria empresa integradora pode inserir.


Quanto ganha?


Chegou o momento do assunto mais esperado para o jovem, pois sabemos que o boleto da Netflix não se paga sozinho, o cinema também não e jovens que estão em busca de vagas, procuram a independência financeira.

O salário do jovem aprendiz, é o cálculo do total das horas trabalhadas, computadas as referentes atividades teóricas e também ao repouso semanal remunerados e feriados, não contemplados no valor unitário-hora.

Confuso né? Também achamos, mas isso acontece pois não existe um salário fixo definido para todos os jovens aprendizes, depende muito da função, da empresa, das horas trabalhadas, dos feriados no mês e etc…

Mas para clarear, podemos dizer que a média salarial de um aprendiz no Brasil é de R$653,00, lembrando a média não é a regra, então esse valor pode ser diferente para mais ou menos.

Já o estagiário, no modo de estágio não obrigatório (a forma de estágio remunerado), não tem limites ou regras para a definição de valores, sendo estipulado unicamente pela empresa contratante.


Posso trabalhar por quanto tempo?


Como mencionado anteriormente, não existe um limite para quantas vezes alguém vai trabalhar como estagiário ou aprendiz, mas existe uma regra na lei, para quanto tempo cada experiência pode durar em uma mesma empresa. 

Para estagiário, o contrato pode durar até 2 anos de trabalho. Se o prazo for estendido, o jovem deverá ser contratado pela empresa na forma em que a CLT estipula, não podendo renovar contrato por mais tempo.
O Aprendiz também tem o prazo máximo de 2 anos em sua contratação.

 

Quais são os benefícios?


Além do salário, também conhecido como bolsa auxílio, existem alguns benefícios que podem ser oferecidos ao jovem aprendiz e ao estagiário, mas nem todos são obrigatórios.

Para o Jovem Aprendiz:

  • Participação em programa de aprendizagem desenvolvido sob orientação de entidade qualificada em formação técnico-profissional;
  • Férias remuneradas, coincidindo com as férias escolares;
  • Vale Transporte;
  • 13º salário;
  • Previdência Social;
  • Assistência médica/odontológica;
  • Depósito mensal do Fundo de Garantia de 2% sobre a remuneração paga;
  • Seguro de vida.

Para o Estagiário, com exceção ao recesso obrigatório (férias), a concessão dos demais benefícios não é obrigatória, sendo de decisão da empresa sobre o que oferecer ao jovem.

Se você deseja ler mais sobre Direitos e Deveres do Estagiário, click nesse link.

Por ser, muitas vezes, o primeiro contato do jovem com o mercado de trabalho, um benefício interessante para os dois modelos, é a oportunidade de efetivação pela empresa.

 

Como são regulamentados?


Para que todas essas regras sejam uniformes, foram criadas as leis referentes aos programas de aprendizagem.

No programa Jovem Aprendiz, a Lei 10.097/00, conhecida como “Lei da Aprendizagem” (muito criativos), é a responsável por regulamentar a forma de trabalho entre o aprendiz e o empregador.

Como o estágio é formalizado por contratos de trabalho, segue outra regulamentação, conhecida por um nome tão criativo quanto a anterior: “Lei do Estágio”, de número nº 11.788/2008, em que regula todos os direitos e deveres do estagiário, além da forma de contrato e modelo de trabalho. 

Com todas as informações que aprendeu nesse post, já sabe qual modelo de trabalho mais combina com você? Lembre-se que um tipo de trabalho que não se encaixa agora, pode se encaixar depois de alguns meses ou anos, tudo vai depender da sua idade, sua escolaridade, o que você deseja exercer e aprender.

 

Teste – Você combina mais com programa Jovem Aprendiz ou Estágio?

 

0%

Você tem mais de 16 anos?

Se você é jovem ainda, jovem ainda, jovem ainda, provavelmente não leu no ritmo e não percebeu que citamos chaves (RIP Chavinho). A idade mínima para ser Jovem Aprendiz é 14 e estagiário 16, estas são as únicas formas de trabalhos legais antes dos 18 anos, possibilitando ao jovem menor de idade comprar vários sanduiches de presunto. Ok, paramos de citar Chaves.

Você tem mais de 24 anos?

A idade chega, né? Brincadeira, você ainda está novo, só não pode mais ser chamado de jovem... aprendiz (rsrsrs), mas fica calmo que não tem limites de idade para a contratação de estagiários.

Você está cursando ensino médio, técnico ou superior?

Para ser estagiário, é necessario que você esteja matriculado em uma dessas modalidades de estudo. Esperou uma piadinha, né? Pois é, com estudo não se brinca.

Ter a carteira assinada é muito importante pra você?

Aquele registro bonito, carimbado na carteira de trabalho é importante para você, caro jovem? Se a resposta for sim, aconselho que procure por vagas de jovem aprendiz, pois o estagiário possui apenas um contrato de trabalho.

Você tem perfil para ser Estagiário ou Jovem Aprendiz?
Você tem o perfil de Estagiário 🙂

O estagiário é um profissional em começo de carreira. O estágio é comumente prestado por estudantes, nas empresas ou repartições públicas, visando ao aprimoramento profissional na sua área de estudo. Para ser estagiário, você deve ter mais de 16 anos e estar matriculado em uma instituição de ensino médio, técnico, especial ou superior. Leia sobre os direitos e benefícios do estagiário em nosso post no blog 🙂
Você tem o perfil de Jovem Aprendiz 🙂

A Lei do Aprendiz, determina que toda empresa de grande ou médio porte deve ter de 5% a 15% de aprendizes entre seus funcionários, criando a oportunidade para que jovens, sem experiência profissional, tenham acesso ao primeiro emprego. Os aprendizes são geralmente jovens de 14 a 24 anos que devem estar cursando ou ter terminado o ensino médio ou fundamental em uma escola pública. Descubra mais sobre como ser um Jovem Aprendiz em nosso blog 😉

Share your Results:

 

Agora que está decidido, cadastre-se em nossa plataforma e encontre a vaga perfeita para você de jovem aprendiz ou estagiário 🙂

Read More